Hot Deals

NEPAL E BUTÃO

NEPAL E BUTÃO Do Topo do Mundo à Terra do Dragão Cm Lucia Brandão | Outubro, 2017

Price $ 6710 5575

Overview

NEPAL E BUTÃO
Do Topo do Mundo à Terra do Dragão
De 8 a 20 de Abril , 2018
Com Lucia Brandão

Ir ao ‘’Topo do Mundo’’, como é chamado o Nepal, e de lá, seguir para o Butão, também conhecido como a “Terra do Dragão”, é uma experiência muito especial. Esses pequenos países asiáticos escondidos pelo Himalaia, entre os gigantes China e Índia, encantam seus visitantes com as paisagens montanhosas e uma atmosfera tranquila e pacífica, que parece conduzir o dia a dia das pessoas. Ali, o Hinduísmo e o Budismo são os principais alicerces históricos e culturais, cujas práticas se revelam como o fio condutor que as mantém, até hoje, incorporadas no cotidiano de um povo simples e muito sábio. No Butão, o inédito conceito de FIB (Felicidade Interna Bruta) foi criado em contrapartida ao PIB (Produto Interno Bruto), e hoje já é avaliado em muitos países.

ROTEIRO DETALHADO                                                 

1º dia – 08/10/2017 – São Paulo – Doha

Voo de São Paulo a Doha.

2º dia – 09/10/2017 – Doha – Kathmandu (-/-/-)

Na chegada, antes do traslado ao hotel, vamos visitar Boudhnath, principal relicário budista tibetano de Kathmandu. Essa antiga estupa colossal é uma das maiores do mundo e está no coração do bairro budista da capital. Em 1979 ela foi reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Em Kathmandu há um interessante passeio (opcional): um voo panorâmico pelo Himalaia até o Monte Everest (apenas com condições climáticas favoráveis).

3º dia – 10/10/2017 – Kathmandu (C/-/-)

Após café da manhã seguiremos para a histórica vila Panauti Newari, entre os rios Punyamata e Roshi. Essa aldeia está 32km a sudeste de Kathmandu. Tem a forma de um triângulo com uma estátua da serpente Naga em cada um dos seus três cantos, para proteção contra as enchentes. Casas tradicionais, pátios, templos e monumentos criam uma atmosfera singular. As casas são construídas tradicionalmente com telhados e janelas originais. Ruelas pequenas e estreitas são pavimentadas com pedras e tijolos. O ponto alto do vilarejo é Mahadev Indreshwor, que alguns acreditam ser uma estrutura original do ano 1294, o que a tornaria a mais antiga do Nepal. Depois de explorar essa aldeia seguiremos para Bhaktapur, que foi a capital de todo o vale no séc. 15. Bhaktapur é a cidade que melhor conservou a sua arquitetura original. Situada a 1.402m de altitudes, a cidade cobre uma área de mais de 10km2. Suas ruas calmas, porém cheias, conservam quase intacta a atmosfera medieval de dias passados. Bhaktapur é um dos maiores tesouros do Nepal. Volta a Kathmandu e resto do dia livre.

4º dia – 11/10/2017 – Kathmandu (C/-/-)

Após café da manhã seguiremos 22km ao sul de Kathmandu para Pharping, onde visitaremos a Padmasambhava Asura Cave. Dentre outras cavernas a Asura Cave tem seu nome em homenagem a Padmasambhava, conhecido como Guru Rinpoche. No século 8º, ele meditou nessas cavernas por cerca de 6 meses, quando estava a caminho do Tibete, a convite do rei tibetano Trisong Detsen. Tendo adquirido um poder elevado de consciência, há uma marca impressa da palma de sua mão, como que derretendo a rocha, mais acima da entrada da caverna. Em seguida iremos para o vilarejo Newari de Bungamati. Bungamati é uma aldeia pequena que ainda preserva tradições antigas. Pouco influenciada pela capital Kathmandu, Bungamati exemplifica a verdadeira beleza da cultura local. Após essa visita seguiremos para Pashupatinath, templo dedicado ao deus Shiva, o mais sagrado e importante do Nepal. Aqui, uma extensa coleção de templos, ashrams (comunidades espirituais), imagens e dedicatórias cresceram pelos séculos ao longo dos bancos do sagrado rio Bagmati. É também o principal crematório de Kathmandu.

5º dia – 12/10/2017 - Kathmandu (C/-/J)

Após café da manhã visitaremos Swayambhunath, no topo da montanha, a oeste do vale de Kathmandu. Este é um dos templos budistas mais importantes do Nepal, também chamado de “templo dos macacos”, com uma antiguidade aproximada de 2000 anos. Pintados nos quatro lados da base da torre espiral estão os olhos do Buda da Compaixão. Em seguida iremos a Patan, a primeira capital do Nepal. Também chamada Lalitpur (a cidade bela, elegante), acredita-se que tenha sido fundada no século 3 a.C. Juntamente com todo o vale de Kathmandu, Patan foi considerada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade desde 1979. Cidade de história milenar e local onde vivem os melhores artesãos do país, ainda possui mais de 1200 monumentos budistas com tamanhos e formas diferentes, além de um museu muito charmoso.  Volta a Kathmandu e resto do dia livre.

6º dia – 13/10/2017 - Kathmandu – Paro – Thimphu (C/A/J)

Na hora determinada, traslado ao aeroporto e voo a Paro, no Butão (voo B3 772 9h35 / 11h05). Hoje você iniciará a sua viagem pelo Butão. Este país é um dos lugares onde a cultura e a religião budista se mantêm mais intacta.  Chegada a Paro e traslado terrestre a Thimphu (1 hora).  No caminho passaremos por Chuzom, a confluência entre os rios Paro e Thimphu. Nesse ponto poderemos observar 3 estilos de estupas: Tibetana, Nepalesa e Butanesa. Um pouco antes de chegarmos a Chuzom veremos do lado esquerdo Tschogang Lhakhang, o “templo do excelente cavalo”. É um templo particular, construído no século 15, em homenagem à visita de Balaha (excelente cavalo) uma manifestação de Chenrezig, o Buda da Compaixão. Ainda no caminho visitaremos o Bhuddha Point (Kuensel Phodrang) e a maior estátua do Buda no Butão, o Buddha Dordenma. Localizado perto de Thimphu, teremos uma bela vista do vale da região. Na chegada em Thimphu check-in no hotel. Refeições incluídas no hotel.

7º dia – 14/10/2017 - Thimphu (C/A/J)

Em Thimphu visitaremos o National Memorial Chorten, memorial em homenagem ao Rei Jigme Dorjee Wangchuk, considerado o pai do Butão moderno. Em seguida visitaremos Tashichho Dzong, o antigo monastério-fortaleza construído em 1641 por Shabdrung Ngawang Namgyal e renovado em 1961, que hoje abriga os escritórios do rei. Visitaremos também Simtokha Dzong, o forte mais antigo construído em 1627. No final deste dia em Thimphu visitaremos o Handicrafts Emporium, com trabalhos tradicionais de artesanato e têxtil. Refeições incluídas no hotel. 

8º dia – 15/10/2017 - Thimphu - Punakha – Thimphu (C/A/J)

Após café da manhã viajaremos até Punakha (76km - 3h), via Dochula Pass (3.100m). Caso o tempo permita teremos uma vista espetacular das montanhas. Poderemos observar as seguintes montanhas (de oeste para leste): Kang Bum (6526m), Gangchhenta (6840m), Masang Gang (7165m), Tsenda Gang (7100m), Teri Gang (7300m), Jejekangphu (7100m), Zongophu Gang (7100m) e Gangkhar Puensum (7541m), a montanha mais alta completamente dentro do Butão. A descida a Punakha terá muitas curvas, mas, com uma paisagem muito bonita. No caminho ainda visitaremos Chime Lhakhang, o Templo da Fertilidade, construído no séc. 15 pelo Lama Drukpa Kuenley, que era chamado de “Divine Mad Man”. Na parte da tarde visitaremos um dos mais belos Dzongs (centro religioso e político) do país, o Punakha Dzong, ou, Palácio da Grande Felicidade, construído em 1637 por Shabdrung Ngawang Namgyal e está situado entre os rios Pho Chu e Mo Chu (masculino e feminino). Após as visitas, viagem de volta a Thimphu. Almoço em Punakha e jantar em Thimphu no hotel.

9º dia – 16/10/2017 - Thimphu – Paro (C/A/J)

Após café da manhã, viagem de volta a Paro (55km - 1h30). No caminho visitaremos Ta Dzong construído em 1656 e restaurado em 1968. Antigo observatório, hoje é o Museu Nacional. Logo abaixo do museu fica o Paro Rimpung Dzong, construído em 1646 por Shabdrung Ngawang Namgyal, que hoje abriga os escritórios do poder religioso e civil do vale. Perto do Dzong fica um dos inúmeros campos de prática de Arco e Flecha, esporte nacional do Butão. Ainda em Paro visitaremos Kyichu Ljakhang, construído no século 7º e um dos 108 templos construídos pelo rei tibetano Songtsen Gampo. Esse sítio marca a introdução do Budismo no Butão. Refeições incluídas no hotel.

10º dia – 17/10/2017 - Paro (C/A/J)

Pela manhã visitaremos o famoso Paro Taktsang, ou Taktsang Lakang, também conhecido como “Tiger’s Nest”, o “ninho da tigresa”. Esse nome se deve à lenda de que Padmasambhava teria voado até este local nas costas de uma tigresa. Esse lugar é considerado um dos mais sagrados do Butão e atrai um grande número de peregrinos. Em 1998, o monastério foi destruído por um incêndio de causa desconhecida e está, atualmente, sendo reconstruído. Para chegarmos ao Tiger’s Nest faremos uma pequena viagem de carro até o Sartsham Chorten e então, caminhando por volta de 6 horas (ida e volta), subiremos a montanha até um pequeno restaurante (View Point I), de onde continuaremos a caminhada por uma curta distância até o View Point II. Em seguida visitaremos Drukgyel Dzong, fortaleza construída em 1647, hoje em ruínas, pelo grande Shabdrung Ngawang Namgyal, para celebrar a vitória sobre o Tibet, onde butaneses lutaram contra os invasores tibetanos. Teremos um vista muito bonita da montanha sagrada Jomolhari (7326m). Restante do dia livre.

11º dia – 18/10/2017 - Paro - Kathmandu (C/-/-)

Na hora determinada, traslado ao aeroporto e voo a Kathmandu (voo KB 400 11h00 / 11h45). Na chegada seguiremos para o hotel. Dia livre.

12º dia – 19/10/2017 Kathmandu - Doha

Após café da manhã, tempo livre. Na hora determinada traslado ao aeroporto e voo para Doha.

13º dia – 20/10/2017 – Doha – São Paulo

Chegada em Doha e conexão imediata com voo a São Paulo.

 

Inclusion

  • • Acompanhamento de Lucia Brandão (ela não necessa
  • • Hospedagem mencionada no roteiro, incluindo café
  • • Entradas aos locais conforme especificado no rot
  • • Refeições mencionadas como incluídas no roteiro;
  • • Aéreo Kathmandu – Paro – Kathmandu em classe eco
  • • Guias locais: falando espanhol no Nepal e inglês
  • • Transporte privativo para o grupo somente para o
  • • Transfer In e OUT para o grupo.
  • • Assistência médica de viagem (consulte-nos caso
  • • Visto do Butão.

Exclusion

  • • Vistos do Nepal;
  • • Voos internacionais ou domésticos;
  • • Despesas pessoais tais como: lavanderia, telefon
  • • Visitas não citadas como inclusas;
  • • Refeições não mencionadas no roteiro;
  • • Gorjetas aos guias, carregadores de malas, motor
  • • Qualquer item não citado acima como incluso;

Terms & Conditions

VISTOS: Brasileiros necessitam de Visto de Entrada no Nepal e no Butão.

VACINAS: É importante levar o Certificado Internacional de Vacina contra Febre Amarela. 

PASSAPORTE: com validade de no mínimo 6 meses, contados a partir da data de saída da viagem.

NOTAS: 

Parte Terrestre (Viagem principal): 

- A viagem principal e a extensão só serão confirmadas a partir da 6ª pessoa pagante. Os preços serão reajustados, caso esse número seja inferior a 6 pessoas, ou a saída poderá ser cancelada;

- Os valores equivalentes serão convertidos pelo Dólar Turismo Venda do dia do pagamento. Para consultar a taxa de câmbio, acesse: www.valoronline.com.br 

- Valores, disponibilidade e programação estão sujeitos a alterações sem prévio aviso.

PRAZO DE INSCRIÇÃO: 04/08/2017

·         Sinal U$ 500,00 por pessoa 

·         Documentos necessários: Ficha cadastral e cópia do passaporte

Photo Gallery

Price Guideline